Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 25/02/2024 | 15:43

Estado

Médico alerta para a gravidade do uso de anabolizantes

Publicado em 13/07/2016 ás09:00

Solon Soares/Agência AL

Foto: Solon Soares/Agência AL

O médico Alexandre Hohl, presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), alertou para a gravidade do consumo de anabolizantes e para o aumento do número de casos do uso dessas substâncias em adolescentes. Ele prestou depoimento, na tarde desta terça-feira (12), à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa que investiga a falsificação de medicamentos em Santa Catarina.

Hohl também tratou do uso indiscriminado de suplementos alimentares. Ele apresentou estudos da União Europeia sobre a contaminação desses produtos com substâncias proibidas ou medicamentos, como sibutramina e remédio para disfunção erétil. No Brasil, conforme o médico, não há estudos a respeito. “Mas acredito que a situação aqui não tende a ser diferente”, disse. O endocrinologista também afirmou que há estudos relacionando o uso termogênicos com doenças graves, como infarto, falência renal e hepatite.

A situação dos anabolizantes ainda é mais grave, segundo Hohl. Essas substâncias devem ser utilizadas apenas com indicação específica para pessoas que têm deficiência de testosterona. Quando consumida por quem tem níveis normais desse hormônio, as consequências tendem a ser devastadoras para a saúde: vão de acne, a impotência sexual, infertilidade, entre outros. “Tem pessoas que tomam doses até 60 vezes mais que o corpo produz”, comentou.

O médico alertou que o uso de anabolizantes para animais é outro problema grave. “Estamos cansados de receber pacientes no Hospital Universitário da UFSC que usam essas substâncias. E não há controle nenhum sobre a venda, a comercialização desses produtos”, comentou.

Hohl também se declarou impressionado com o aumento nos casos de adolescentes que consomem substâncias para uso veterinário. “Cada vez mais pessoas com menos de 18 anos vão ao meu consultório, levados pelos pais. Além da maconha, da cocaína, o anabolizante também entra nessa lista de substâncias que os pais encontram nos quartos dos filhos. São casos assustadores.”

Questionado pelo relator da CPI, deputado Fernando Coruja (PMDB), sobre onde acreditava que os anabolizantes eram encontrados, o médico, com base em sua experiência pessoal, foi taxativo ao afirmar que as academias estão entre os principais locais. “Temos casos de roubo de cargas e esses produtos são colocados no mercado. Temos casos de produtos vindos do Paraguai, por meio de contrabando. Há, ainda, infelizmente, alguns médicos que receitam, além de casos de receitas falsificadas”, disse.

O presidente da CPI, deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), destacou a importância do depoimento de Hohl. “Para nós está ficando cada vez mais clara a incapacidade do Estado em ter controle sobre essa situação. Com esse depoimento, estamos levando informação e ressaltando para a população o perigo dos anabolizantes”, disse.

O vice-presidente da comissão, deputado Dalmo Claro (PSD), lembrou que em outros depoimentos prestados à CPI, a presença dessas substâncias dentro das academias sempre foi negada. “Vimos no depoimento do doutor Hohl, que tem domínio sobre o assunto, que o problema, de fato, existe e é grave, podendo ser a causa de mortes súbitas em academias”, destacou.

Fonte: Agência AL

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X