Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 18/06/2024 | 08:34

Geral

Mobilização Pró-Ferrovia da Integração aconteceu em Curitibanos

Publicado em 29/04/2013 ás13:41

Foto(1): Oséias Inácio, foto (02) Joce Pereira

Foto: Foto(1): Oséias Inácio, foto (02) Joce Pereira

Apó s o ato público realizado em Herval d' Oeste no último dia 12, foi a vez de Curitibanos sediar na tarde da última sexta-feira (26), uma grande mobilização denominada Pró-Ferrovia Leste-oeste, a Ferrovia da Integração. O evento que aconteceu na Universidade do Contestado reuniu representantes de 12 associações que representam mais de 180 municípios catarinenses. As lideranças estaduais, cerca de 150 segundo os organizadores, defendem o investimento do Governo Federal nas ferrovias. Durante o encontro foi extraído o Documento da Integração. As associações querem que seja mantido o traçado original da ferrovia, também conhecida como Ferrovia do Frango, partindo de Dionísio Cerqueira, passando por São Miguel do Oeste, Chapecó, Herval do Oeste, Campos Novos, Santa Cecília, Ponte Alta, Blumenau e Itajaí. O presidente da Ammoc prefeito de Herval d’ Oeste liderou a comitiva da região. O Legislativo hervalense esteve representado pelos vereadores Jean Patrick Giusti e Davi Frozza. Também participou o vice-prefeito Ricardo Nodari e representantes da Acioc. O presidente da Ammoc Nelson Guindani defendeu que o traçado original precisa ser mantido, pois esta região é altamente produtiva. Ele frisou o grande envolvimento de lideranças. “Participaram representantes de 12 associações de municípios do estado na mobilização em Curitibanos. Isso comprova a nossa força e união política, que fará grande diferença em Brasília, precisamos do empenho de todos para trabalhar em prol da ferrovia, que irá garantir o desenvolvimento de toda nossa região. Somos merecedores deste corredor ferroviário. Todas as associações de municípios estão fortemente engajadas nesta luta." O presidente do Fórum Parlamentar das Ferrovias, deputado federal Pedro Uczai, disse que o encontro reforça o apoio ao traçado da ferrovia pelo centro do Estado. “É um traçado que faz justiça com todo o estado de Santa Catarina porque se você tem um traçado cortando o estado, toda a parte ligada ao RS e Planalto Norte vão alimentar essa ferrovia”. Conforme Uczai estão previstos R$ 64 milhões para a primeira etapa até outubro de 2015. “Terminada a primeira etapa se licita a obra que deverá estar concluída até 2019 numa extensão de mais de 700 quilômetros”, estima. Há também um movimento que defende o traçado pelo Norte do Estado, passando por Porto União, Canoinhas e São Francisco do Sul. Documento da Integração. Por que assinar? Através do abaixo-assinado pretende-se sensibilizar as autoridades políticas sobre a importância da Ferrovia Leste-oeste passar pelo Vale do Itajaí.A Ferrovia contribuirá para a integração econômica e social das regiões do Vale do Itajaí, Planalto, Meio Oeste e Oeste através do transporte de pessoas e mercadorias. Entre as razões que justificam, destacam-se: O parque industrial do Catarinense é composto de grandes, médias e pequenas indústrias dos mais variados setores e agroindústrias, cuja produção destina-se a outras regiões do Estado, do país e ao exterior, necessitando-se também de importantes insumos; Oferecer, portanto, ao setor produtivo a oportunidade de ser competitivo, através da minimização dos custos do importe de insumos e também no escoamento da produção; Oportunizar a população do Vale, Oeste, Meio Oeste e Planalto uma opção de transporte mais econômica e segura; Conectar a Ferrovia aos portos de Navegantes e Itajaí, otimizando os investimentos já feitos, como também ao aeroporto de Navegantes, Chapecó e futuro aeroporto de Correia Pinto; Conectar Santa Catarina à rede ferroviária nacional, ao gasoduto da SCGás e da Petrobrás; Reduzir o fluxo de veículos e a pressão sobre as Rodovias BR-282, BR-470 e BR-116. Governo do Estado vai lançar edital para projeto da Ferrovia O edital para a realização do projeto da Ferrovia do Frango, que vai ligar o Oeste de Santa Catarina ao Litoral, será lançado no dia 6 de maio. A promessa é da Valec empresa pública de construção e exploração de infraestrutura ferroviária. O governador Raimundo Colombo, esteve em Brasília na última semana com técnicos da empresa. Segundo o governo de Santa Catarina, a linha férrea vai ligar as cidades de São Miguel do Oeste e Itajaí. A princípio, será feito somente o transporte de carga, especialmente de carne de frango e porco produzida no Oeste do estado. O objetivo é levar essa mercadoria para o Porto de Itajaí ou outros portos do Litoral. s o anúncio da empresa vencedora do edital estrada férrea, a companhia terá oito meses para entregar o projeto. "Depois, tem todo o projeto executivo, de licenças ambientais. Eu acho que realmente vai para o final de 2014", afirmou Raimundo Colombo em relação ao início das obras. Em março, uma reunião em Florianópolis discutiu três projetos de estradas férreas para Santa Catarina: um que faz a ligação entre os portos de Imbituba, no Sul, Itajaí e São Francisco do Sul, no Norte, outro ligando as regiões Norte e Sul do estado e a Ferrovia do Frango.
Fonte: Joce Pereira

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X