Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 19/07/2024 | 20:58

Joaçaba

Acadêmicos da Unoesc desenvolvem pesquisas para Hisa/Weg

Publicado em 02/05/2013 ás09:57

Prof essores e estudantes do Curso de Engenharia de Produção Mecânica da Unoesc Joaçaba apresentaram os resultados de duas pesquisas realizadas na Universidade para profissionais da empresa Hisa/Weg. Os estudos, realizados com a parceria da empresa, avaliaram o processo utilizado na vulcanização de emendas de borrachas de vedação e a viabilidade de realizar o tratamento térmico, a temperaturas inferiores a 700ºC, do aço inoxidável em conjunto com o aço carbono, sem que ocorra contaminação do aço inoxidável com o carbono. Tais pesquisas foram realizadas com o objetivo de melhorar a produtividade dos dois processos de fabricação utilizados na empresa, garantindo o padrão de qualidade dos mesmos. Seus autores foram os acadêmicos Moisés Toigo, da 7ª fase do curso, e Monica Prior, da 9ª fase, ambos bolsistas de iniciação científica, com a orientação dos professores Ms. João Henrique Bagetti e Ms. Sérgio Luís Marquezi. Todos os procedimentos foram realizados nos laboratórios da Unoesc, sendo que a Hisa/Weg foi responsável por disponibilizar os materiais necessários para os experimentos. – Os resultados apresentados para a empresa servirão para a otimização dos processos estudados – diz o professor João. A apresentação dos dois projetos de pesquisa ocorreu no dia 19 de abril, no Campus II da Unoesc Joaçaba, com a presença de profissionais da Hisa/Weg, como supervisores e gerentes das áreas de qualidade, de processos, de engenharia e de administração, além de colaboradores ligados a estas áreas da empresa. Parceria necessária à inovação O professor João conta que a parceria com a Hisa/Weg para o desenvolvimento de pesquisas que venham ao encontro das necessidades da empresa iniciaram ainda em 2010, com um trabalho de estágio e um estudo realizados por outros dois acadêmicos do Curso. A intenção, segundo ele, é estimular este tipo de parcerias, pois seus resultados criam as bases e organizam conhecimentos que fomentam a inovação tecnológica tanto nas empresas como na Universidade. – A pesquisa de iniciação científica é importante para o desenvolvimento dos acadêmicos, da Universidade e das empresas. Desta forma, fomenta-se a melhoria dos processos e produtos das empresas, além de gerar uma vivência dos acadêmicos com os problemas existentes nas empresas, aliado ao desenvolvimento científico – afirma. O professor ainda lembra que, no campo acadêmico, estas parcerias geram publicações, desenvolvimento dos acadêmicos envolvidos nos estudos e de uma linha de pesquisa contínua que irá fomentar novos projetos na área.
Fonte: Bruna Santos de Andrade/Unoesc

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X