Menu

Jornalismo (49) 99911-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 01/03/2021 | 17:05

Saúde

Pesquisa do Curso de Medicina da Unoesc é premiada em Congresso

Publicado em 01 de Dezembro de 2020 às10h00

Acadêmicos apresentando a pesquisa

Foto: Acadêmicos apresentando a pesquisa

A pesquisa “Imunoterapia por células T-CAR: terapia aplicada a neoplasias”, realizada por acadêmicos do curso de Medicina da Unoesc Joaçaba, foi premiada com menção honrosa, pelo primeiro lugar entre as submissões do 7º Congresso Interligas de São Paulo – InterOnco, evento que reúne anualmente as ligas acadêmicas de oncologia do Brasil. O trabalho ainda será publicado na 7ºJornada Integrada em Biologia neste mês de dezembro.

A pesquisa foi realizada inicialmente pelos acadêmicos Guilherme Zanatta, Mario Henrique Bolzan Weber e Paulo José Dante Trombeta como parte avaliativa no componente curricular Microbiologia e Parasitologia, ministrado pelas professoras Fernanda D´Agostini, Liliane Fernandes e Marcelina Debiasi e sob a orientação da Professora Fernanda D'Agostini, novos artigos foram revisados e novas perspectivas acerca do assunto foram realizadas.

A terapia de células T-CAR é um tratamento inovador contra o câncer, realizada a partir de células de defesa do próprio paciente que são alteradas em laboratório para identificar as células cancerígenas, uma vez que são adicionados receptores artificiais na mesma (CAR). Este receptor artificial permitirá a identificação de antígenos específicos das células cancerígenas, porém, como diferentes tipos de câncer têm diferentes tipos de antígenos, cada CAR é feito para um antígeno específico.

— A procura por bibliografias nos fez observar pontos chave do tema, tão recente, sobre a imunoterapia por células T-CAR, visando diferentes formas de câncer. Nesse resumo da premiação, sintetizamos o assunto e focamos na terapia para Leucemia Linfoblástica Aguda com células de receptores quiméricos CAR. Acredito que conseguimos traduzir aspectos relevantes do tratamento e deixar uma forma clara a todos os leitores e participantes do evento — explicou o acadêmico Paulo José Dante Trombetta.

Para os acadêmicos Mário Henrique Bolzan Webber e Guilherme Zanatta, a oportunidade de participar do Congresso não só contribuiu com o aprendizado como deu visibilidade ao tema abordado.

— Foi uma experiência muito legal, que com certeza todo estudante precisa ter. A imunoterapia ganhou muito espaço na ciência hoje e promete grandes avanços, mas continua possuindo custos exorbitantes e referências muito escassas na literatura brasileira. Entretanto, a questão hoje depende de o estudante buscar essas questões de pesquisa, artigo, resumos além das fronteiras da língua portuguesa — observou Mário.

— Ficamos eternamente gratos em saber da publicação nos Anais, no primeiro resumo e da primeira colocação do nosso segundo resumo. Foi muito importante não só pelo reconhecimento, mas principalmente pela oportunidade de comunicar a sociedade acadêmica, por meio de um divulgação e evento online que abrange todo o país, sobre um assunto deveras promissor e que envolve grande parcela da população brasileira que possui câncer — afirmou.
 

Fonte: Alessandra de Barros/Assessoria de Imprensa

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
X Caco da Rosa