Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 16/09/2021 | 12:18

Herval d' Oeste

Poucas pessoas no manifesto em Herval d´Oeste

Publicado em 18 de Novembro de 2013 às21h30

Mesmo diante da pequena participação, manifestantes não se intimidaram

Foto: Mesmo diante da pequena participação, manifestantes não se intimidaram

O manifesto pacífico em frente a Prefeitura de Herval d´Oeste no início da noite desta segunda-feira (18), contou com apenas com 10 pessoas. “Esperávamos que não fosse forte. Herval tem um histórico de 60 anos de submissão e clientelismo na política, coronelismo mesmo” disse a ativista Bete Vieira, uma das organizadoras do movimento. “Mas os formadores de opinião vieram e vão repercutir o que aconteceu em suas comunidades” acrescentou Bete.

Mesmo diante da pequena participação, os manifestantes não se intimidaram e protestaram utilizando um megafone para pedir providências. “Nossa bandeira é contra o aumento abusivo de 180% no valor do IPTU que os vereadores se comprometeram com a comunidade em rever, mas até agora nada. Ficou o dito pelo não dito” reclamou Bete informando que o manifesto também teve por objetivo esclarecer que o repasse de verbas federais ao município tem aumentado, ao contrário do que diz o prefeito Nelson Guindani. “Os números não mentem e estão disponíveis para todos no portal de transparência da Fecam (Federação Catarinense dos Municípios)” destacou.

O gasto elevado com a folha de pessoal na administração, inclusive com novas contratações e o caso da motoniveladora que foi enviada para o conserto e não retornou mais para o parque de máquinas da Prefeitura, também foram objetos do manifesto. “Estamos investigando” disse Bete. De acordo com ela, a máquina está em uma empresa que justamente presta serviço de motoniveladora para a Prefeitura. “Nos foi negado acesso para ver o estado que está este bem público e já fizemos a denúncia ao Ministério Público que vai investigar as razões deste equipamento estar lá” mencionou a ativista.

Ameaça de desmembramento da Estação Luzerna

Bete falou também da vontade dos moradores do bairro Estação Luzerna em se desmembrar do município e se anexar a Luzerna. “Vou entrar em contato com os moradores de lá. Ouvi uma entrevista do prefeito na Rádio Nova Líder dizendo que um morador do bairro que está motivando isso quer apenas um cargo na Prefeitura. Não sei pra quem foi a indireta, mas ficou bastante chato, pois o prefeito além de não assumir que o bairro tem problemas, preferiu acusar, atacar as pessoas” lamentou. “Será que todos que reclamam seus direitos querem uma boquinha na Prefeitura?” questionou.

Após o ato em frente da Prefeitura, os manifestantes subiram até a Câmara de Vereadores para acompanhar a sessão.

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Droga Raia

Av. XV de Novembro, 263 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-9356

Droga Raia
X