Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 24/06/2024 | 06:33

Coronavírus

Estado começa a receber doses da vacina bivalente contra a Covid-19

Publicado em 09/02/2023 ás19:04

Ricardo Wolffenbuttel/Secom

Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom

As doses da vacina bivalente contra a Covid-19 começaram a chegar a Santa Catarina no início desta semana. A previsão é que o estado receba, neste primeiro momento, um total de 671.118 doses entre os dias 7 e 27 de fevereiro. A distribuição para as regionais de saúde começa no dia 22 de fevereiro e, seguindo orientação do Ministério da Saúde (MS), o reforço com a bivalente começa a ser aplicado na população dos grupos prioritários no dia 27 de fevereiro.

A dose de reforço com a vacina bivalente está recomendada para pessoas com 12 anos ou mais, de forma escalonada, que façam parte de um dos grupos prioritários elencados abaixo, conforme recomendação do MS.

  • Fase 1: pessoas 70 anos ou mais; pessoas vivendo em instituições de longa permanência (ILP) a partir de 12 anos, abrigados e os trabalhadores; imunocomprometidos; comunidades indígenas e quilombolas;
  • Fase 2: pessoas de 60 a 69 anos de idade;
  • Fase 3: Gestantes e puérperas;
  • Fase 4: Trabalhadores da saúde;
  • Fase 5: Pessoas com deficiência permanente.

O público-alvo dos grupos prioritários em SC é de aproximadamente 1,6 milhão de pessoas. É importante que a população fique atenta às informações divulgadas pelas secretarias de saúde de cada município sobre os locais e horários de vacinação.

A gerente de imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive), Arieli Schiessl Fialho, explica que entre os pré-requisitos para que a pessoa esteja apta a tomar a dose de reforço com a vacina bivalente estão: ter mais de 12 anos, estar em um dos grupos prioritários e ter finalizado o esquema primário com a vacina monovalente contra a Covid-19.

“O reforço com a vacina bivalente só vai ser aplicado naquelas pessoas que cumprirem esses pré-requisitos, lembrando que quem finalizou o esquema primário e tomou uma ou duas doses de reforço com a vacina monovalente e faz parte de um dos grupos prioritários também deve tomar o reforço com a bivalente”, afirma a gerente.

O intervalo de aplicação da dose de reforço com a vacina bivalente deve ser de, pelo menos, quatro meses após a finalização do esquema primário da vacina monovalente ou aplicação da última dose de reforço da monovalente.

As vacinas Comirnaty bivalentes produzidas pela Pfizer foram aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no dia 22 de novembro de 2022. Elas oferecem proteção contra a variante original do coronavírus e contra as cepas que surgiram posteriormente, incluindo a Ômicron.

A Secretaria da Saúde de Santa Catarina (SES) reforça que as pessoas que não fazem parte dos grupos prioritários para a aplicação da vacina bivalente devem seguir o esquema de vacinação divulgado anteriormente, com a aplicação das doses do esquema primário e doses de reforço monovalentes, de acordo com a faixa etária.

Crianças devem tomar reforço com vacinas monovalentes

Crianças de 5 a 11 anos vacinadas com duas doses da vacina Pfizer pediátrica ou Coronavac devem tomar uma dose de reforço quatro meses após a aplicação da segunda dose. A vacina utilizada deve ser a Pfizer pediátrica, com a tampa laranja.

O esquema primário da Pfizer pediátrica é de duas doses, com intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda dose; e da Coronavac também de duas doses, com intervalo de quatro semanas entre as doses.

Para crianças de 3 e 4 anos vacinadas com Coronavac também há a indicação da aplicação de uma dose de reforço, preferencialmente com a vacina Pfizer baby (tampa vinho) em um intervalo de quatro meses após a segunda dose do esquema primário.

Para crianças e bebês de 6 meses a 2 anos vacinados no esquema de três doses com a vacina Pfizer baby (tampa vinho) não há indicação de aplicação de dose de reforço.

Para a vacinação de bebês e crianças contra a Covid-19, o estado recebeu no dia 1º de fevereiro uma remessa de 50 mil doses da Pfizer pediátrica e 42 mil doses da Pfizer baby. Essas doses já estão sendo distribuídas para os municípios.

“Mais uma vez a gente reforça a importância da vacinação contra a Covid-19 em todas as faixas etárias para evitar hospitalizações e mortes pela doença. Em caso de dúvida, procure uma unidade de saúde para verificar o esquema vacinal. A vacinação é uma forte aliada para evitarmos a evolução da Covid-19 para casos graves”, finaliza a gerente de imunização.

Fonte: Secom

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X