Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 23/04/2024 | 14:34

Herval d' Oeste

Estação Luzerna decide lutar pelos seus direitos

Publicado em 15/01/2014 ás09:00

Cerca de 100 moradores participaram do encontro (Foto: Jonas Moraes)

Foto: Cerca de 100 moradores participaram do encontro (Foto: Jonas Moraes)

Moradores da Estação Luzerna e Loteamento Jardim Morada do Sol estiveram reunidos na noite desta terça-feira (14) no Pavilhão da Capela para discutir a situação do bairro, que segundo eles, foi abandonado pela administração municipal.

No dia 09 de novembro a comunidade recebeu o Programa Show dos Bairros da Rádio Nova Líder, quando cobrou do então prefeito em exercício, Gilmar Dri, e dos vereadores presentes Davi Frozza e Leonardo Mascarello, as melhorias necessárias. Na ocasião a comunidade demonstrou sua insatisfação e levantou a possibilidade do bairro se desmembrar do município e se anexar a Luzerna. “Eles prometeram levar o assunto ao prefeito Nelson Guindani e retornar com ele para conversarmos. Estabelecemos um prazo até este dia 15 de janeiro” lembrou Luciano Osmar da Silva, presidente da diretoria da Capela. “Mas até agora nem se quer uma ligação recebemos”, acrescentou. “O único vereador presente foi o de Luzerna (Jonas Moraes)” comentou Luciano informando que convidou novamente as autoridades de Herval d´Oeste.

O vereador Jonas Moraes (PT) tem conversado com deputados estaduais e federais sobre a questão e se colocou a disposição da comunidade para ajudar no processo de desmembramento.

De acordo com o vice-presidente da Associação de Moradores Sérgio Recalcatti, ficou deliberado na reunião que contou com cerca de 100 moradores, que assim que for eleita a nova diretoria, um documento com as reivindicações será entregue ao prefeito. “Lançamos o edital para a eleição nesta noite com a composição da primeira chapa, após a eleição vamos tratar deste assunto”, afirmou. “Caso não haja retorno novamente, vamos começar os tramites legais para desmembrar a Estação Luzerna de Herval d´Oeste", confirmou.

“O importante é ser atendido, e agora vamos levar as reivindicações por escrito, já que no verbal não adiantou” disse Valdecir Spier que ficou contente com a participação do público. “Nunca tivemos uma participação como essa, as pessoas estão sentido que está na hora de se mobilizar”, concluiu.

Bairro se apega à própria história para justificar desmembramento

Para justificar um possível desmembramento de Herval d´Oeste, a comunidade lembra que a figura do trem, que consta na Bandeira do município de Luzerna, confirma, de forma inconteste, a afinidade e o forte laço histórico com o bairro, que foi o nascedouro do jovem município. “Luzerna começou na Estação Luzerna”, alegam eles. A Bandeira do município de Luzerna é composta das seguintes cores e figuras: Verde: simboliza a esperança e enaltece o meio ambiente. Vermelho: associa-se às origens do povo de Luzerna. Amarelo: representa a luz e as riquezas do município. Losango branco: representa a união e a harmonia de culturas. Brasão: Dividido por faixa vermelha com o nome do município e data da emancipação. Na parte superior: Sob um fundo azul o sol surge por detrás das montanhas. O rio responsável pela fixação dos colonizadores e pelo progresso da indústria. O trem representa a vinda dos pioneiros. Na parte inferior: A engrenagem, ave e outros produtos agrícolas representam a base econômica do Município de Luzerna.

Observação: quando os pioneiros chegaram pelo trem, eles desembarcaram numa estação que tinha nome de Luzerna (que é uma espécie de alfafa que já se cultivava na região e que, mais tarde, foi adotado como nome do Distrito de Luzerna, que pertencia ao município de Joaçaba, sendo que a emancipação de Luzerna foi concretizada dia 29/12/1995.

No histórico do município de Luzerna, constam as seguintes informação: “Com a conclusão da Estrada de Ferro em 1910, deu-se início à colonização do Vale do Rio do Peixe, facilitando a imigração de colonos, principalmente do Rio Grande do Sul. O Fundador de Luzerna foi o engenheiro eletrotécnico alemão Henrique Hacker, casado com Sophia Hacker. Viajando de trem impressionou-se com a exuberância do Vale do Rio do Peixe, e em 1915 decidiu iniciar uma colonização particular. Em 1915, ele adquiriu uma área de 24.000 hectares da Colonizadora Henrique Hacker & Cia para formar a Colônia Bom Retiro. Em abril de 1946 o nome de Bom Retiro foi alterado para Luzerna, por força da lei federal que mandava evitar igualdade de topônimo para as cidades brasileiras. Luzerna, relaciona-se com uma qualidade de alfafa. E agora, neste começo do ano 2014, diante de muitas reclamações de moradores de Estação Luzerna, Jardim Morada do Sol, Loteamento Laske, e Linha Santa Terezinha, um movimento popular busca na hipótese do desmembramento, um radical recurso para pressionar a Prefeitura, que segundo moradores, não tem dado a devida atenção àquela parte da cidade.

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X