Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 22/06/2024 | 22:14

Artigo

Analista de QA: oportunidades, responsabilidades e recomendações

Publicado em 05/04/2024 ás14:30

Divulgação

Foto: Divulgação

122 mil vagas. Esse é o número de oportunidades disponíveis ao redor do mundo para um profissional da área de QA. Além deste dado que enche os olhos, o setor de teste de software está atrelado a áreas e tecnologia que mais crescem no Brasil e no exterior. Neste texto, vamos você vai:

  • Aprender o que faz um testador de software
  • Conhecer as principais responsabilidades
  • Saber quais testes eles usam
  • E claro, conhecer nossa indicação de curso de QA 

O que faz um testador de software? 

Você já tentou usar um aplicativo e teve uma experiência ruim, não conseguindo acessar como deveria ou então dando de cara com uma tela cheia de erros? Pois é, isso acontece por falta de um testador de software durante o desenvolvimento!

O testador de software trabalha criando um plano de testes, identificando e corrigindo falhas no produto, e sugerindo melhorias. É esse QA que avalia se um site ou aplicativo funciona conforme o esperado, seguindo padrões definidos.

Tá, mas por que as empresas precisam de um testador de software?

A resposta é simples: porque é crucial testar qualquer produto de tecnologia em todas as fases de desenvolvimento. Isso faz com que a empresa evite gastos desnecessários, já que é mais fácil e barato corrigir os problemas quanto mais cedo são detectados.

Principais ferramentas de teste de software e habilidades de um QA

Para ser um bom testador de software, é importante saber utilizar certas ferramentas e ter habilidades relacionadas à área de atuação, não apenas focadas na área tecnológica, mas também habilidades interpessoais. Entre elas estão:

Realização de testes

Para efetuar testes de forma eficaz, um especialista necessita compreender a categorização dos testes, possuir familiaridade com os métodos e ferramentas fundamentais, e demonstrar habilidade na elaboração de casos de teste.

Ter conhecimento em bancos de dados e SQL

Dado que a maioria dos aplicativos web utiliza bancos de dados para a gestão de informações, é crucial que o testador possua proficiência na linguagem de consulta SQL. Este conhecimento facilita a compreensão dos processos de interação entre a aplicação e os bancos de dados, permitindo também a avaliação do seu desempenho.

Utilização de ferramentas de rastreamento de bugs

No âmbito do rastreamento e resolução de erros, diversos profissionais são envolvidos, e sistemas de rastreamento de bugs, como Jira ou Bugzilla, desempenham um papel crucial na coordenação de suas atividades e na eliminação de defeitos.

Habilidades interpessoais

Para além das competências técnicas necessárias para contribuir em projetos de desenvolvimento de software, é essencial que um QA (Garantia de Qualidade) também possua habilidades interpessoais, tais como comunicação eficaz, capacidade de atenção, iniciativa e perseverança.

Tipos de teste de software

Para que os testadores de software (QA) trabalhem da maneira mais produtiva possível, eles contam com diferentes tipos de testes de software para guiar o seu trabalho, como: testes de desempenho, testes de segurança, testes de usabilidade, testes funcionais e testes automatizados.

Nos testes de desempenho, eles avaliam o funcionamento do software, especialmente em condições de alta demanda, buscando identificar possíveis gargalos ou determinar a capacidade máxima do sistema antes que ele entre em sobrecarga. 

Já os testes de segurança têm como objetivo identificar vulnerabilidades que possam comprometer a integridade dos dados do programa, garantindo sua proteção contra possíveis ataques. 

Enquanto os testes de usabilidade buscam assegurar que o programa seja intuitivo e confortável para o usuário, examinando a interação cliente-programa em sua totalidade. 

Os testes funcionais, por sua vez, verificam se o software está desempenhando corretamente as funções para as quais foi projetado, seguindo as especificações estabelecidas. 

Os testes automatizados oferecem uma solução eficiente para a repetição de tarefas, permitindo a automação de processos que, de outra forma, levariam muito tempo sendo realizados manualmente, oferecendo maior agilidade e eficácia ao processo de teste de software.

Por que escolher um bootcamp e não um curso tradicional? 

Embora o nome ‘bootcamp’ soe um pouco novo aos brasileiros, esse método de ensino é muito conhecido no exterior. Os bootcamps, ao contrário dos cursos tradicionais, são focados em um aprendizado em um período curto de tempo, ao mesmo tempo que intenso, sem perder a qualidade do ensino. Ou seja, ao escolher um bootcamp, você vai aprender rápido e, em poucos meses, já pode começar a atuar no mercado de QA.

Nossa indicação: curso de QA bootcamp da TripleTen 

É claro que não deixamos vocês sem uma indicação de um bom curso de teste de software, não é? 

Hoje, a nossa dica é a TripleTen, um bootcamp online premiado nos Estados Unidos, que chegou ao Brasil e hoje conta com mais de 5 mil alunos formados ao redor do mundo, com uma taxa de empregabilidade de 87%. Vale ressaltar que os seus ex-estudantes hoje trabalham em startups e grandes empresas da área de tecnologia.

Além disso, é importante lembrar que o bootcamp da TripleTen acompanha as tendências do mercado e está atento ao que as empresas estão buscando para atualizarem o seu material.

Dentro do programa do curso de QA, você vai aprender habilidades de ferramentas de teste de software, teste de API, design de teste, banco de dados (SQL), teste de aplicativo web e muito mais.

Aproveite o nosso cupom de desconto FUTUROBR30 e garanta 30% de desconto no curso de teste de software, também chamado de curso de QA, da TripleTen!

 

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X