Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 13/07/2024 | 04:33

Região

Dilma desembarcou em Caçador nesta terça-feira

Publicado em 17/06/2014 ás20:00

Avião presidencial pousou às 13h em Caçador

Foto: Avião presidencial pousou às 13h em Caçador

Na tarde desta terça-feira (17), a presidente Dilma Rousseff desembarcou em Caçador, no Aeroporto Carlos Alberto da Costa Neves. A passagem rápida pelo município serviu de ponte aérea, para o sobrevoo às áreas atingidas pelas enchentes. O avião presidencial "Santos Dumont" pousou às 13 horas, de onde a presidente seguiu de helicóptero da FAB, para a cidade paranaense de União da Vitória.

Conforme a assessoria de imprensa da presidência, o foco principal da visita era conhecer a situação do estado vizinho, mas a Chefe do Executivo Federal passou também sobre Porto União, município bastante prejudicado pela grande precipitação que caiu na região entre 6 e 8 de maio. De acordo com o governo catarinense, a escolha do aeroporto de Caçador se deu pela proximidade com a cidade paranaense.

Após sobrevoar áreas atingidas por enchentes, Dilma garantiu ações de socorro, assistência e restabelecimento às regiões afetadas. Em entrevista coletiva concedida em União da Vitória, a presidente detalhou a ação conjunta dos governos estadual e federal, em municípios atingidos. “Aí tem muita importância o papel das Forças Armadas, utilizando seus caminhões, seus barcos, toda a sua estrutura para fazer resgate e, em outros casos, para também, no que se refere ao restabelecimento, construir pontes provisórias para permitir que se restabeleça a vida o mais normal possível antes de começar a reconstrução. (…) Porque quando você vai reconstruir, você quer também garantir que diminua a possibilidade de, diante de uma chuva bastante elevada como a que ocorreu aqui, haja um desastre dessa proporção. (…) Nós temos uma política clara em relação à construção de casas e moradias para quem foi atingido. O Minha Casa, Minha Vida dá prioridade absoluta a recompor a casa das pessoas atingidas desde que sejam pessoas de renda até 5 mil reais.”

Dilma anunciou também a criação de um comitê de emergência, ação já tomada anteriormente em outros lugares, com um representante de cada esfera de governo – federal, estadual e municipal, para ativar diretamente as ações, dando mais agilidade e simplificando a vida das pessoas afetadas. A presidente ainda listou o que já foi liberado para o Paraná:“Nós liberamos 14.200 cestas de alimentos. Liberamos 12.200 kits dormitório. O Exército deu um apoio com helicópteros, que é a coisa mais cara que tem. Apoio e ações de socorro pelo Exército: várias, inclusive caminhões de 50 toneladas, os barcos pneumáticos, os barcos-ponte e as pontes, e 170 homens. Lançamento de ponte pelo Exército: o total deu 3 milhões, 970 mil e 522 entre recursos materiais, serviços e dinheiro,” detalhou.

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, disse, por meio de sua assessoria, que não acompanhou a visita pelo foco ser nos municípios do Paraná, além de não ter recebido um contato da presidente. Dilma decidiu visitar a área na noite de ontem, quando pediu que os compromissos fossem incluídos em sua agenda.

Santa Catarina em situação de emergência

Os registros de chuva forte há pouco mais de 10 dias em Santa Catarina fizeram o governo do estado decretar situação de emergência. O documento reconhece 41 municípios listados pela Defesa Civil estadual e vale por 180 dias. Publicado no Diário Oficial do Estado na segunda (16), o decreto foi assinado pelo governador Raimundo Colombo na última sexta (13).

O prazo de validade do decreto prevê a entrega de documentos de municípios que ainda estão com situação de enchente. As áreas que registraram maior número de problemas devido às chuvas ficam no Norte catarinense e no Vale do Itajaí. O município de Corupá, no Norte, registrou o maior volume de precipitação (462 milímetros em 96 horas, segundo a Epagri/Ciram).

Fonte: Diário Caçadorense

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Herval (Joaçaba)

Av. XV de Novembro, 278, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1902

Farmácia Herval (Joaçaba)
X