Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 03/12/2022 | 19:08

Geral

Governador define ações para os municípios atingidos pelas chuvas

Publicado em 03 de Julho de 2014 às09h00

Neiva Daltrozo/Secom

Foto: Neiva Daltrozo/Secom

O governador Raimundo Colombo esteve na manhã desta quarta-feira, 2, em Xanxerê, no Oeste do Estado, para discutir as próximas ações para minimizar os efeitos das chuvas que ocorreram nos últimos dias na região Oeste e Meio-Oeste. Participaram do encontro os prefeitos dos municípios afetados pelas chuvas, coordenadores regionais da Defesa Civil e secretários regionais. A secretária de Desenvolvimento Regional de Joaçaba, Nelci Trento Bortolini, participou da reunião.

“A ideia é não deixar mais estradas interrompidas e garantir que as pessoas não tenham dificuldade na locomoção. Para isso, assinamos um decreto de emergência que vai liberar imediatamente recursos para recuperação das rodovias. Na próxima semana, devo ir a Brasília em busca de recursos federais”, afirmou Colombo.

Durante o encontro, os coordenadores regionais orientaram os prefeitos sobre os levantamentos necessários para diagnosticar os prejuízos e fazer o levantamento dos recursos para reabilitação e reconstrução das áreas afetadas. “Nessa reunião de trabalho, queremos sentir a real necessidade de cada cidade e fazer o levantamento dos estragos causados pelas fortes chuvas que ocorreram no Estado no final do mês de junho”, explicou o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli.

A primeira etapa foi o atendimento de emergência às pessoas e aos comércios atingidos pelas chuvas e o próximo passo é reestabelecer toda a mobilidade. Com o decreto de emergência, é possível liberar recursos de forma imediata. O secretário explicou, ainda, que há um trabalho de avaliação para determinar planos de ação. “Esses planos visam vencer a burocracia para, em um curto espaço de tempo, identificar os pontos essenciais e buscar as alternativas de recursos”.

Um dos principais problemas causados pela chuva foram os danos nas rodovias estaduais, com casos de rachaduras que provocaram o rompimento de alguns trechos. Os engenheiros e técnicos do Deinfra estão nos locais afetados para fazer a vistoria e avaliar os prejuízos. Com base nas informações coletadas, será possível dimensionar os valores necessários para a reconstrução.

Cerca de 40 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas. São 39 municípios que tiveram algum tipo de influência com as chuvas, sendo que desse número, 15 já decretaram situação de emergência. “No total fora 53 municípios afetados, desses nem todos ainda decretaram situação de emergência, mas de qualquer forma todos receberão o mesmo tratamento”, destacou o secretário da Defesa Civil.

O volume de chuva nessas regiões entre os dias 24 e 29 de junho foi significante para o período, e mesmo com o cessar das chuvas ainda há riscos de deslizamentos. Os maiores volumes foram registrados em Chapecó (421mm), Mondaí (425mm), Joaçaba (345mm), Ouro (293mm) Ibiam (286mm), São Miguel do Oeste (285mm) e Águas Frias (270mm).

Fonte: Assessoria

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
São João 01

Av. XV de Novembro, 319 - Cento, Joaçaba

Fone: (49) 3521-2525

São João 01
X Alesc