Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 23/04/2024 | 15:18

Polícia

Polícia prende estelionatário que emitia faturas da OI Brasil Telecom

Publicado em 21/08/2014 ás19:31

Imagem ilustrativa (internet)

Foto: Imagem ilustrativa (internet)

Nesta quinta-feira, 21, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Penha, Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) da Diretoria Estadual de Investigação Criminal (DEIC) e Delegacia de Defraudações (DD) da DEIC, prendeu em flagrante um homem de 20 anos por estelionato. Ele faz parte de uma quadrilha que emitiu mais de R$ 1 milhão em boletos falsos, dos quais, só pelo conduzido, já foram liquidados R$ 271.275,81. O suspeito foi preso em Balneário Piçarras. 

Após uma auditoria interna do Banco Sicoob Blucred, constatou-se que uma pessoa, utilizando documento falso, teria aberto uma conta naquela instituição bancária, em nome de Geovane Erthal e, através de uma empresa individual que leva o mesmo nome, passou a aplicar golpes em diversas empresas do Estado de Santa Catarina. 

Como funciona o golpe

Uma pessoa passando-se por funcionária da empresa de telecomunicações OI - Brasil Telecom entra em contato empresas que utilizem seus serviços e, alegando que a fatura até então encaminhada apresenta problemas, informa que uma nova fatura será gerada através do e-mail "gestaodecontas@oi.com.br". Contudo, o código de barras desta nova fatura é alterado e ao se realizar o pagamento, o valor é automaticamente transferido para uma conta bancária criada com documento falso. 

Para consolidar o golpe, o estelionatário demonstrava saber antecipadamente os valores e vencimentos dos boletos, informações estas que somente têm acesso funcionários daquela empresa de telefonia. 

Segundo o que foi apurado até o momento, os estelionatários emitiram R$ 1.087.786,00, tendo o suspeito preso hoje liquidado cerca de 25% deste valor. Já monitorado, os policiais flagraram o suspeito quando tentava sacar R$ 49.0173,00 na agência do Banco Sicoob Blucred de Balneário Piçarras. 

Durante a abordagem, o preso confessou o crime e declarou que estava agindo juntamente outros quatro: uma mulher de 23 anos e três homens – um de 26 anos, outro de 24 e outro de 23 anos – os quais foram presos pelo crime de estelionato no dia 15 de agosto de 2014, tentando sacar uma grande quantia em dinheiro na agência do Banco Credifoz em Camboriú, utilizando-se de documentos falsos. 

Até o momento, a Polícia Civil apurou que a quadrilha aplicou golpes na Fundação Pró-Rim, Arauco do Brasil, Bom Sucesso Agro Indústria e Cia Latino Americana de Medicamentos, dentre outras. As investigações continuam para tentar identificar os demais integrantes desta quadrilha.    

Fonte: Polícia Civil

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X