Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 24/07/2021 | 15:21

Estado

Governador pede auxílio do governo federal para conter onda de violência

Publicado em 06 de Fevereiro de 2013 às18h58

Com o objetivo de fortalecer as ações de enfrentamento aos ataques a ônibus que têm acontecido nos últimos dias em Santa Catarina, o governador Raimundo Colombo se reuniu nesta quarta-feira, 6, em Brasília, com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. No encontro, foram definidas atitudes conjuntas que poderão ser tomadas a qualquer momento para conter a violência e garantir a segurança da população catarinense. Conforme o ministro, toda a estrutura do Governo Federal está disponível: Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e vagas em presídios federais de segurança máxima. “Vamos estreitar a relação entre os governos, principalmente na questão da inteligência. Vamos fazer a integração de forças e ser firmes no combate”, salientou Colombo. O governador ressaltou ainda que Santa Catarina é um dos estados mais seguros do País e, para manter a segurança, já colocou todo o efetivo nas ruas, fortalecendo os pontos críticos. “Não permitiremos que isto tudo continue.” Segundo Colombo, a polícia está muito bem equipada e capaz de proteger o cidadão. “Todas as ações para combater esta situação estão sendo tomadas. Os visitantes e a população poderão passar o Carnaval tranquilos”, complementou. A transferência de presos envolvidos na série de atentados não está descartada. Porém, de acordo com Colombo, isto é questão técnica que deverá ser avaliada pelo setor de inteligência. O ministro José Eduardo Cardozo acrescentou ainda que todas as medidas estão sendo pensadas “para ontem”, com extrema urgência. “Assumo o compromisso de auxiliar com todas as possibilidades o Governo de Santa Catarina”, disse ele, informando ainda que reunião técnica entre os órgãos de segurança federal e estadual será realizada em breve para traçar um plano de enfrentamento à violência e combate ao crime organizado. Por fim, o governador salientou outras medidas que também foram tomadas: autorização de concurso público para contratação de mais 1,5 mil policiais militares e 300 agentes penitenciários; realização de curso de aperfeiçoamento para mil policiais; inauguração, nos últimos seis anos, de seis nova unidades prisionais, somando cerca de 3 mil novas vagas; aumento do efetivo da segurança pública; queda pela metade do índice de evasão do sistema prisional e aumento para 6 mil no número de detentos trabalhando dentro dos presídios.
fonte: Secretaria Executiva de Articulação Nacional

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X