Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 22/07/2024 | 11:02

Herval d' Oeste

Em pleno mês de conscientização, jornalista se transforma em símbolo no combate ao câncer de mama

Publicado em 29/10/2014 ás09:29

Reprodução Facebook

Foto: Reprodução Facebook

Aos 40 anos, a jornalista hervalense Aline Andres, enfrenta mais uma batalha em sua vida. Diagnosticada com câncer de mama em 2007, a jornalista se submeteu a doze sessões de quimioterapia e 31 radioterapias, retirou e reconstituiu a mama direita. Agora, passados 07 anos, Aline se vê a frente da doença mais uma vez. Através do autoexame, ela percebeu que havia outro nódulo, desta vez em sua mama esquerda. Os exames confirmaram a suspeita, e através de cirurgia, retirou um nódulo de 2,5cm e também todos os linfonodos da axila. “Foi um pouco mais difícil desta vez, pois eu acreditava estar curada. Agora é vencer novamente”, disse confiante a jornalista, que em pleno mês de conscientização sobre o câncer de mama, se transforma em um símbolo na luta contra a doença.

Aline resolveu falar de seu caso como forma de encorajar as pessoas no enfrentamento. “Hoje eu não tenho nenhum seio. Fiz duas reconstituições, uma total utilizando um músculo das costas, e outra parcial deixando o músculo. Além disso, as sessões de quimioterapia fazem você perder os cabelos e as sobrancelhas”, disse a jornalista se despindo de qualquer vaidade. “Eu lido bem com isso. Nunca fui muito vaidosa, mas a grande maioria sofre muito nessa fase. Sei que é difícil, mas eu quero viver e não me importo com as perdas estéticas ao longo do caminho”, comentou determinada.

Os procedimentos foram realizados na capital do estado. As cirurgias com o médico Bráulio Fernandes. “Como o meu câncer é agressivo, um Carcinoma Ductal Invasivo Triplo Negativo (não se sabe a causa), tive que retirar todos os linfonodos axilares – ou seja, fazer um esvaziamento axilar. Pacientes submetidos ao esvaziamento axilar não têm o sistema linfático do lado operado, no meu caso os dois, tão eficiente, e por isso devem ter alguns cuidados especiais. Queimaduras, arranhões e cortes se tornam mais perigosos nesta região. Não posso tomar injeção nos braços, retirar sangue ou aferir pressão. Não é possível cortar cutícula e tenho que evitar picadas de insetos. Não posso carregar peso ou fazer esforço repetitivo como digitar, por exemplo, o que passa a limitar hoje minha profissão”.

Aline lembra que em 2007, quando descobriu o nódulo, era pequeno, metade de um grão de arroz. “Achei que era um nódulo desses que saem quando se está menstruada”, disse ela que procurou imediatamente um médico. Em menos de quinze dias, o tumor tinha 3,5 cm. Da mesma forma, retirou a mama e os linfonodos debaixo do braço.

A jornalista que não possui histórico de câncer na família, não fuma e nem bebe e amamentou duas filhas diz que a doença a fez rever alguns conceitos. “Você deve colocar em primeiro plano sua vida. É muito importante o apoio da família e dos amigos nessa hora”. E dá dicas: “além de manter uma rotina ativa, você não deve pensar na doença. Tem que comer bem, mesmo não tendo vontade, e manter o equilíbrio emocional. Tudo isso faz diferença”, apontou ela com a experiência de quem passou pela quimioterapia vermelha. “Ela te faz perder cabelo e te dá uma dor insuportável no estomago, além da quimioterapia branca, que provoca dor de cabeça e tristeza”.

Aline defende que o paciente tem que saber sobre sua doença. “Ele deve questionar o médico, não se contentar com meias respostas. Isso o deixa mais preparado para a luta”. Ela agora aguarda o resultado de um exame PT-CT, ou Tomografia por emissão de pósitrons, que é um exame não invasivo dos mais sofisticados, acurados e completos. Sua tecnologia une os recursos diagnósticos da Medicina Nuclear (PET) e da Radiologia (CT). “O resultado desse exame com a análise do material da cirurgia vai direcionar meu novo tratamento que terá novamente sessões de quimioterapia e radioterapia, mas estou tranquila e pronta para mais essa etapa. Só tenho a agradecer as inúmeras manifestações de carinho que recebi desde que tomei conhecimento da recidiva (a volta do câncer). Fico muito emocionada e agradeço imensamente desejando a todos nós muita saúde”.  

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X