Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 26/09/2021 | 18:50

Joaçaba

Falta de atenção é a maior causa de acidentes nas rodovias da região

Publicado em 23 de Fevereiro de 2013 às09h22

Foto ilustrativa

Foto: Foto ilustrativa

O Mi nistério da Saúde divulgou uma pesquisa no início da semana apontando dados preocupantes. Eles revelam que 22,3% dos condutores, 21,4% dos pedestres e 17,7% dos passageiros envolvidos em acidentes de trânsito em todo o país tinham sinais de embriaguez ou confirmaram o uso de álcool. A faixa etária das vítimas é de 20 a 39 anos. O estudo, que faz parte do Sistema Vigilância de Violências e Acidentes (Viva) do Ministério da Saúde, foi feito em 71 hospitais públicos de urgência e emergência em 2011 e mostra que o consumo de álcool tem forte impacto nos atendimentos de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde (SUS). A pesquisa ouviu 47 mil pessoas em todas as capitais e no Distrito Federal. Em Joaçaba a realidade é outra, conforme dados repassados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na circunscrição da 7ª Delegacia, a maior parte dos acidentes registrados foi por falta de atenção. De acordo com o inspetor chefe da PRF de Joaçaba, Jocelito Figueiredo um levantamento feito nos 400 km de abrangência da delegacia da PRF mostra dados diferentes dos apontados na pesquisa em âmbito nacional. “Os dados apontados pelo Ministério da Saúde não condizem com a realidade da nossa região. Os casos de acidentes mais graves geralmente envolvem pessoas embriagadas, mas em nossa região não é a maioria. Em 2012 tivemos um total de 860 atendimentos de acidentes nos mais de 13 municípios que abrange a cobertura da PRF de Joaçaba. Desses, 245 foram causados por falta de atenção, 184 por velocidade incompatível e apenas 41 por ingestão de álcool”, ressalta. O inspetor Figueiredo destaca que a implantação de radares eletrônicos reduziu as colisões transversais, que são as mais graves. “A implantação dos equipamentos reduziu as colisões transversais que são aquelas colisões em que a frente de um veículo bate na lateral de outro. Porém em contra partida aumentaram as colisões traseiras que são as menos graves”, diz. Segundo Figueiredo a fiscalização de ultrapassagens em local proibido também auxiliou na redução dos acidentes. “Em 2011 tivemos 932 acidentes, já em 2012 esse número caiu para 860. Foi uma redução importante. A fiscalização de ultrapassagens proibidas auxiliou muito nesse processo de redução nos atendimentos”, ressalta. Figueiredo lembra aos motoristas que a prevenção sempre é o melhor caminho. “A desatenção ao volante foi a maior causa de acidentes em nossa região. É importante lembrar os condutores que dirijam com responsabilidade, respeitem os limites de velocidade, não ultrapassem em locais proibidos e não dirijam sob o efeito de álcool ou outras drogas. Isso ajudará a reduzir ainda mais o número de acidentes e manter a segurança nas rodovias”, salienta. Ainda segundo o levantamento realizado pela PRF de Joaçaba, os meses que mais concentraram números de acidente foram abril e dezembro com 94 ocorrências registradas. O dia da semana com maior número e ocorrências atendidas foi o sábado, com 152 acidentes. Cerca de 1747 pessoas foram envolvidas nos acidentes, dessas 54 morreram. Os tipos de acidentes mais comuns são as saídas de pista com 160 ocorrências registradas e as colisões traseiras com 145.
Fonte: Diário do Vale

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X