Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 25/04/2024 | 04:39

Estado

Confirmados 74 casos de dengue em Santa Catarina

Publicado em 05/02/2015 ás10:50

Imagem ilustrativa

Foto: Imagem ilustrativa

O boletim atualizado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) nesta quarta-feira, 4, de manhã, informa que foram confirmados 74 casos de dengue em Santa Catarina. Do total, 55 são autóctones (transmitidos dentro do próprio estado), todos registrados no município de Itajaí, nos bairros São Vicente e Cordeiros. O levantamento também mostra que há o registro de nove casos importados (contraídos em outros estados/países), registrados em Balneário Barra do Sul (1), Florianópolis (2), Guaramirim (1), Itajaí (1), Três Barras (1) e de moradores de outros locais do Brasil diagnosticados em Santa Catarina (3). Há, ainda, 10 casos confirmados em investigação: Itajaí (5), Joinville (2), Araranguá (1), São José do Cedro (1), Blumenau (1).

No Estado, há 1.130 focos do mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença. Entre os municípios, os que registram o maior número de focos são: Chapecó (339), Joinville (112), Balneário Camboriú (110), São Miguel do Oeste (92), Itajaí (75), Xanxerê (68), Xaxim (62) e Itapema (22). A Dive, em conjunto com o município de Itajaí, está realizando uma série de medidas para conter o surto. Uma delas é o bloqueio de casos, com a eliminação de recipientes que possam acumular água e tratamento com larvicida dos recipientes que não possam ser eliminados num raio de 150 metros dos locais onde foram registrados casos suspeitos ou confirmados de dengue.

Outras ações incluem a utilização de inseticida espacial para diminuir a população de mosquitos adultos e visitas dos agentes de controle de endemias do Programa de Saúde da Família (PSF) às casas com o objetivo de orientar os moradores de dengue e eliminar possíveis criadouros do mosquito.

Dengue

É uma doença infecciosa febril causada por um arbovírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. É transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado. Os sintomas da dengue são: febre, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dor retro-orbital (atrás dos olhos), e manchas vermelhas na pele. Pessoas que estiveram nos últimos 14 dias numa cidade com presença do Aedes aegypti ou com transmissão da dengue, e apresentar os sintomas citados, devem procurar uma unidade de saúde para avaliação.

Orientações para evitar a proliferação do Aedes aegypti e Aedes albopictus

- Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;

- Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

- Mantenha lixeiras tampadas;

- Deixe os depósitos para guardar água sempre vedados, sem nenhuma abertura, principalmente as caixas d’água;

- Plantas como Bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;

- Trate a água da piscina com cloro e limpe uma vez por semana;

- Mantenha ralos fechados e desentupidos;

- Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;

- Retire a água acumulada em lajes;

- Dê descarga no mínimo uma vez por semana em banheiros pouco usados;

- Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;

- Evite acumular entulho, pois podem se tornar locais de foco do mosquito da dengue.

Fonte: Assessoria

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X