Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 16/10/2021 | 06:17

Joaçaba

Sustentabilidade debatida entre acadêmicos e professores da Unoesc

Publicado em 23 de Março de 2015 às13h40

Pró-reitor de Graduação da Unoesc e presidente do Comitê Rio do Peixe

Foto: Pró-reitor de Graduação da Unoesc e presidente do Comitê Rio do Peixe

O lançamento do 3º Seminário Regional da Água: Inovação para a Sustentabilidade ocorreu na noite da quarta-feira (18). Participaram os estudantes da área Ciências das Humanidades, juntamente com os professores do Mestrado em Administração e representantes do município de Água Doce. O objetivo era discutir a gestão dos recursos hídricos e principalmente a gestão para o desenvolvimento sustentável.

O evento também contou com a presença do pró-reitor de Graduação da Unoesc e presidente do Comitê Rio do Peixe, professor Ricardo Marcelo de Menezes, e da professora do Mestrado Profissional em Administração, Eliane Salete Filippim. O engenheiro agrônomo Enio Mario Mendes aproveitou a oportunidade para convidar a todos para as palestras que serão realizadas em 8 de julho, no Parque de Exposições de Nova Vicenza, em Água Doce.

— Nós precisamos preservar e não tratar com descaso. Hoje, ou chove de mais ou tem seca, são consequências das nossas atitudes. Por isso, o município juntamente com a universidade quer despertar a população. Temos mais de 25 rios que nascem em Água Doce, e somos responsáveis pela sua proteção — declara o prefeito Novelli Sganzerla.

Para a professora Eliane Salete Filippim, a sustentabilidade envolve projetos a longo prazo que precisam ser trabalhados de maneira integrada.

— Não são soluções passageiras que vão nos conduzir a um processo sustentável. Há o envolvimento de diferentes dimensões: social, política, cultural, econômica e ambiental, que é uma das mais afetadas — diz.

— Outro ponto importante é a questão da parceria, da responsabilidade. Não apenas da esfera pública, mas de todo cidadão, da empresa e de cada um de nós fazendo a sua parte e cobrando que haja um planejamento estratégico para o desenvolvimento — acrescenta.

O consumo consciente, o uso da ciência para propor soluções e ações locais da comunidade equiparadas aos governos são formas de pensar e agir diferente.

Recursos hídricos

Os aspectos legais dos recursos hídricos foram abordados pelo professor Ricardo Marcelo de Menezes. Características como estrutura legal brasileira, planejamento e organização.

Segundo o professor, a Lei 9433/97 é um marco jurídico no Brasil a respeito de águas, estabelecendo as diretrizes das práticas de administração desse recurso hídrico.  Um dos seus princípios é que não existem mais águas privadas, só águas públicas. O lago de uma fazenda particular, por exemplo, é de domínio do poder público, podendo ser utilizado em alguma circunstância.

Dados importantes das águas do Brasil também foram apresentados, assim como aspectos ligados a bacia do Rio do Peixe, que é formada por 27 municípios, desde Calmon onde nasce o rio até Alto Bela Vista, próximo a Piratuba, onde deságua no Rio Uruguai.

Além disso, o professor exemplificou ações práticas que cada um pode realizar para colaborar com a qualidade e quantidade de recursos hídricos disponíveis.

— Mostrar as possibilidades de captação da chuva tem o propósito de despertar as pessoas a pesquisar e perceber, em seu entorno, o que elas podem fazer de prático em relação a esses aspectos — afirma.

Fonte: Dhébora Santiago/Unoesc

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X