Menu

Jornalismo (49) 99111-4055

Anuncie no Portal (49) 99117-4389

Previsão do Tempo 25/07/2024 | 16:50

Herval d' Oeste

Falta de pessoal dificulta fiscalização sanitária em Herval

Publicado em 22/05/2015 ás09:00

Diretor da Vigilância Sanitária usou a tribuna

Foto: Diretor da Vigilância Sanitária usou a tribuna

A convite do vereador Sergio Moacir do Nascimento (PP), esteve presente na Câmara de Vereadores na última segunda-feira (18), o diretor da Vigilância Sanitária do município Valdemar Amaral e Silva. O teor do requerimento do vereador se referia a esclarecimentos sobre a importância do serviço prestado pelo departamento no município, através da fiscalização dos estabelecimentos comerciais, industriais, de serviço e educacionais, bem como explanar sobre a importância da necessidade de ter um profissional responsável pela fiscalização sanitária dos produtos de origem animal no município.

Valdemar falou sobre as dificuldades em inspecionar e conceder alvarás sanitários a todo estabelecimento é em função da falta de pessoal. “Em 20 anos esta foi a primeira Administração Municipal á realizar concurso público para contratar profissional para atuar neste setor”. Segundo o diretor da Vigilância Sanitária, são emitidos mensalmente 26 alvarás, para fechar 100% seriam necessários 123 alvarás por mês, o que não é possível, pois os trabalhos se estendem também para a fiscalização de produtos de origem animal e de saneamento básico. “Sou o único profissional que pode emitir os alvarás, outro servidor não é cadastrado junto á vigilância sanitária do estado”.

Ao ser indagado pelo vereador Juarez de Souza se não há como formar uma força tarefa nos primeiros meses do ano quando o volume de trabalho é maior, o diretor informou que a lei diz claramente que só pode exercer a atividade quem estiver com o credenciamento em dia (no caso apenas ele), mas que isso não impede que se busque outra solução para dar mais agilidade aos serviços já que hoje são 1.252 estabelecimentos no município que não foram fiscalizados. “Acho muito importante estes momentos, debater os problemas e buscar soluções, quem sabe com o apoio do Legislativo possamos idealizar uma forma de resolver os problemas, o debate é salutar”, avaliou Valdemar

O diretor também revelou que o problema se estende a implantação do esgotamento sanitário no município. “A responsabilidade da fiscalização do serviço de saneamento básico, da ligação residência e rede coletora é do município. São cerca de seis mil imóveis, e á cada 10 casas sete não possuem ligação com a rede”.

Fonte: Joce Pereira/Assessoria

Participe de nosso
Grupo no WhatsApp

Mais Acessadas

Farmácia de Plantão
Farmácia
Farmácia Júnior

Av. XV de Novembro, 377 - Centro, Joaçaba

Fone: (49) 3522-1787

Farmácia Júnior
X